Inflação de baixa renda apresenta recuo em setembro

sergio 6 de outubro de 2017 0

O Índice de Preços ao Consumidor – Classe 1 (IPC-C1), que mede a inflação para famílias com renda entre 1 e 2,5 salários mínimos, apresentou em setembro a variação negativa de 0,25%, 0,12 ponto percentual abaixo da apuração de julho, quando o índice registrou variação de 0,13%. Com o resultado, o indicador acumula alta de 1,46% no ano e de 1,89% nos últimos 12 meses.

Três das oito classes de despesa componentes do índice apresentaram decréscimo em suas taxas de variação: habitação (0,24% para -0,33%), transportes (1,06% para 0,18%) e comunicação (-0,04% para -0,05%).

Em contrapartida, os grupos: alimentação (-1,04% para -0,77%), vestuário (0,22% para 0,63%), saúde e cuidados pessoais (-0,07% para 0,03%), educação, leitura e recreação (0,05% para 0,37%) e despesas diversas (0,15% para 0,27%) apresentaram acréscimo em suas taxas de variação.

Em setembro, o IPC-BR registrou variação de -0,02%. A taxa do indicador nos últimos 12 meses ficou em 3,17%, nível acima do registrado pelo IPC-C1.

Veja destaques da variação de preços por itens:

  • Tarifa de eletricidade residencial (0,54% para -2,72%)
  • Tarifa de ônibus urbano (0,47% para -0,43%)
  • Tarifa de telefone móvel (0,07% para -0,14%)
  • Carnes bovinas (-1,62% para 0,39%)
  • Roupas (0,00% para 0,95%)
  • Medicamentos em geral (-0,13% para 0,01%)
  • Passagem aérea (-3,35% para 12,51%)
  • Cigarros (0,00% para 0,56%)

Fonte: G1