`Os cristãos devem jejuar e orar junto com a nação de Israel´, diz pastor

sergio 30 de setembro de 2017 0

Diante de desastres naturais, fenômenos no céu e conflitos civis, o pastor Mark Biltz acredita que o mundo está próximo do fim. “Há muitos sinais nos céus e na Terra se alinhando com a expectativa do breve retorno do Messias”, disse ele.

Comparando a geopolítica contemporânea com os sinais no céu, Biltz afirma que é possível ver um alinhamento dos últimos acontecimentos com as Escritos. “Em 1967, Jerusalém voltou para as mãos de Israel. Hoje, há todo um alvoroço em torno da construção dos assentamentos de Jerusalém”.

Biltz ressalta que Israel tem um papel fundamental durante estes tempos proféticos. “Israel recebeu a responsabilidade de ser um reino de sacerdotes para fazer expiação para as nações do mundo”, disse o pastor ao site WND.

“Como sacerdotes, eles expiaram seus próprios pecados pela primeira vez como uma nação, anualmente, no Dia da Expiação. Em seguida, cinco dias depois, eles faziam expiação para as nações do mundo durante a Festa dos Tabernáculos”, explica.

Com a chegada do Yom Kippur, o Dia do Perdão, neste fim de semana, Biltz incentiva os cristãos a estarem alinhados ao calendário de Deus e participarem das festas bíblicas.

“O Dia da Expiação é especialmente importante, pois estamos vendo sinais no céu que apontam que o Messias está chegando e o Dia do Julgamento está se aproximando rapidamente”, afirma o pastor.

“Eu acredito que os cristãos devem jejuar e orar junto com a nação de Israel. Devemos orar para que a nação de Israel se arrependa e se volte para o Deus de Israel e Sua Torá. Devemos orar para que Israel cumpra o seu mandato bíblico de ser luz para as nações. Deveríamos estar nos preparando para a Festa dos Tabernáculos, intercedendo pelos nossos próprios pecados”, completou.

Fonte: Guia-me / com informações de WND